Você está visualizando atualmente Sindicalistas aprendem técnicas de comunicação e expressão

Sindicalistas aprendem técnicas de comunicação e expressão

Os diretores sindicais ligados ao Sitracom BG tiveram a oportunidade de participar de um curso de comunicação e expressão ministrado pelo professor popular Emílio Genari. O objetivo é ajudar com dicas práticas aquelas pessoas que tem alguma dificuldade em se expressar em público, dando suporte para possam falar com a melhor impostação da voz nos mais diversos ambientes, inclusive corrigindo algumas imperfeições e vícios de linguagem. É um curso muito dinâmico com tarefas e exercícios para trabalhar o campo da voz e minimizar a dificuldade em falar, explica o professor.

Comunicar e expressar pensamentos são tarefas que estão diretamente ligadas ao cotidiano do sindicalista. Por inúmeros fatores, ele constantemente é acionado para interceder junto aos companheiros trabalhadores ou aos patrões. Desta maneira, ele deve estar preparado para dialogar de maneira clara e concisa. Mas de maneira geral não é isto que acontece, destaca Genari. É uma questão cultural.

Aprendemos a falar muito cedo, mas depois surgem situações ambíguas que nos impedem de desenvolver a oratória, analisa. Como exemplo ele cita a sala de aula. Por questão de cultura, aprendemos que o bom aluno é aquele que ouve muito e não fala nada. Aí começa o processo de desaprender a falar. Por certo o bom aluno deveria questionar e conversar com o professor, mas não é o que acontece.

A partir deste ponto, os trabalhadores entram num círculo vicioso em que sua vida o levará para a subserviência pela imposição do silêncio. Daí vem à intimidação pelos poderosos. Enquanto uma parte se cala por não saber falar os dominadores se utilizam desta fragilidade para impor suas idéias, explica Gennaro. Para o educador, é preciso que todos reaprendam a falar de forma clara para que suas palavras sejam entendidas e respeitadas. Comunicar-se e expressar-se com eficiência é fundamental para mudar a vida dos trabalhadores, concluiu.

Para o diretor de educação do Sitracom BG, Ivo Vailatti, o curso desenvolvido pelo educador e os pontos abordados são de grande importância para o dia a dia do trabalhador. Quando se tem uma situação em que a comunicação é clara e objetiva as chances de sucesso são muito grandes. No cotidiano de luta dos trabalhadores esta ferramenta tem papel primordial, concluiu.

Participaram do curso os diretores Itajiba Soares Lopes, Artêmio Da Costa Borges, Juvenil Tavares da Silva, Valdemar John Berndt, Fernanda Calza, Armindo Ritter, Jorci Giuriatti, Alexandro Giuriatti da Silva, Rivail Louzada Guimarães, Jandir Rimoldi, Lionina Salete Cabral Piegas, Maria de Lourdes de Oliveira, Carlos Laerte Josende e Ivo Vailatti.